Sexta-feira, 12 de Março de 2010

Artifício bastante usado nos discursos políticos, a retórica é um dos instrumentos centrais na argumentação. Dentro do pensamento filosófico, Aristóteles estabeleceu os conceitos fundamentais para convencer, persuadir e emocionar.


Pensemos num determinado discurso político, que o leitor ate diz ser um bom discurso, com boas ideias. Um político que o leitor, julga ser competente (um bom politico). Vejamos o que tornou o discurso bom:
Para o leitor ter gostado do discurso é porque de alguma maneira deste discurso saíram soluções, medidas, ideias que de alguma forma nos favorecem em alguma coisa, que nos resolvessem algum problema.
Este político, esta figura pública, vai ter estratégias para atingir os seus eleitores, a forma como ele chega até essas pessoas. Para essas estratégias pesam as novas tendências do marketing politico e os últimos avanços tecnológicos, esse político - velho ou moço, homem ou mulher, caucasiano ou afro descendente - consegue alcançar o seu alvo com algo tão simples quanto elementar: os políticos usam as palavras.
Que os políticos gostam de falar (e realmente precisam falar), e como nos dizemos falam, falam e não dizem nada, todos sabem. O que poucos têm noção é que, na maioria das vezes, as palavras que são ditas nos discursos políticos não são ditas a sorte, mas, ao contrário, exaustivamente pensadas, estudadas e ensaiadas. A essa "arte-técnica" da oratória dá-se o nome de retórica. E, diferentemente do que se imagina, a retórica não é um recurso criado pelo marketing eleitoral.

tags:

publicado por danielapedrix às 21:15
Aqui vao encontrar os trabalhos que realizei e que mais gostei. São trabalhos que lhe vão despertar a curiosidade de saber mais de algo. Projecto BlogsN-Escola EB23 de Nevogilde
mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Visitas: 21/10/2008
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO